Início Liga Rui Vitória deixa conselho enigmático a João Félix

Rui Vitória deixa conselho enigmático a João Félix

0
0
COMPARTILHE

O treinador do Benfica deixou elogios a João Félix, que se estreou a titular e marcou um golo frente ao Aves, mas deixou um aviso ao jovem médio do Benfica. O jogo ficou marcado pela lesºao do jovem craque e do espanhol Alex Grimaldo.

«É um jogador que tem qualidade, um menino que está a começar e tem um talento grande. A melhor ajuda que lhe podemos dar é fazê-lo entender que alta competição é performance e rendimento – todo o que é alheio a isso só prejudica. Quem está no Benfica conhece essa matriz e está preparado para isso. Fez um jogo, marcou um golo, mas vai ter de continuar o seu trabalho porque o futebol é uma máquina que leva para cima, mas também leva para baixo», disse Rui Vitória em conferência de imprensa, confirmando ainda que João Félix sofreu uma entorse no pé esquerdo que o obrigou a abandonar a partida.

Questionado sobre a aposta em João Félix e Gabriel nos lugares habitualmente ocupados por Cervi e Gedson: «Se jogam é porque têm a minha confiança e têm qualidade. Graças ao nosso processo de treino, todos estão prontos para dar resposta. Quinta-feira [ndr. frente ao Chaves] poderão jogar outros porque é uma prova clara da qualidade do trabalho que vão realizando. Só podem jogar 11, estes começaram agora a jogar, mas próxima semana poderão ser outros.»

Rui Vitória teve uma abordagem conservadora nestes dois aspetos — manteve o sistema dominante e deixou Jonas no banco — mas promoveu uma revolução onde talvez menos se esperava. O técnico deu a titularidade a João Félix, mas tirou-a a outro miúdo, Gedson Fernandes. Por outro lado, lançou de início Gabriel, o tal jogador de quem falou na antevisão da partida, dizendo ter feito “uma entrada gradual” na equipa e estar “apto para ir a jogo” — fechando-se em copas na hora de explicar se iria fazê-lo frente ao Aves ou não.

Mas, em abono da verdade, não foi apenas Félix que carregou a equipa às costas. Todo o tridente ofensivo esteve muito ativo, desde logo Salvio, que permitiu que Bernardeau começasse a demarcar-se como o melhor elemento em campo dos avenses: grande combinação com Pizzi, com o médio português a isolar o argentino para o golo — não fosse a nega do guarda-redes francês.

Estava na hora de João Félix abrir o livro depois das várias ameaças de classe que foi espalhando pelo relvado da Luz. Somou mais uma, mas desta vez a contar: Pizzi fez um enorme passe a rasgar a defensiva avense, encontrou João Félix ali no seu raio de ação à esquerda e o menino picou a bola por cima de Bernardeau, que, desta vez, nada pôde fazer para evitar o golo. Antes do intervalo, Salvio ainda atirou uma bola ao poste, na sequência de um grande remate em arco com o pé esquerdo e Vlachodimos passou de espectador a jogador fazendo a primeira defesa mesmo em cima do descanso.

O argentino precisou de nove minutos em campo para, também ele, escrever o nome na lista de marcadores. Fejsa abriu para André Almeida na direita, o lateral viu Cervi em boa posição e não hesitou: colocou-lhe a bola nos pés. O argentino dominou com o esquerdo e rematou com o direito, num tiro que desviou na defensiva adversária e traiu Bernardeau — que foi (novamente) providencial pouco depois, desta vez no cara a cara com Seferovic.

Comments

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here