Início Liga Imprensa internacional rendida a João Félix

Imprensa internacional rendida a João Félix

0
0
COMPARTILHE

A exibição e os três golos de João Félix fazem manchete na Imprensa um pouco por toda a Europa e também fora do velho continente.

Os jornais espanhóis Marca e Mundo Deportivo avançam com «João Félix eclipsa Luka Jovic». Já o AS garante que «Nasceu uma estrela: a exibição de João Félix da qual toda a Europa fala». Por fim, o catalão Sport aponta: «João Félix apresenta-se à Europa com hat-trick.»

Em Itália, a Gazzetta dello Sport fala em «Show de João Félix», enquanto o Corriere dello Sport diz que o jogador é «Félix em nome e de facto».

Já a cadeia inglesa BBC destaca o recorde do jogador como o «mais novo de sempre a marcar um hat-trick na Liga Europa», enquanto que os franceses do L’Equipe garantem que foi o jovem que «permitiu que o Benfica ganhasse uma vantagem confortável».

No país do Eintracht Frankfurt, o Bild define o jogador como «o mago de aparelho». Do outro lado do oceano, o Globoesporte, do Brasil, fala da «jóia do Benfica», enquanto os americanos da ESPN o definem como… «novo Ronaldo».

João Félix mostrou nesta quinta-feira por que motivo é um dos mais promissores e cobiçados jogadores do futebol europeu e, com um hat-trick e uma assistência, deixou o Benfica mais perto das meias-finais da competição. Frente a um Eintracht Frankfurt de muita qualidade – ainda não tinha qualquer derrota em 2019.

Os “encarnados” sentiram dificuldades nos primeiros 20 minutos, mas a expulsou do defesa francês Evan N´Dicka serviu de rastilho para uma exibição explosiva de João Félix. Apesar da vitória, por 4-2, o golo de Gonçalo Paciência aos 72’ ainda dá esperança aos alemães.

Aos 20 minutos entraram em acção dos dois protagonistas da noite: após uma grande assistência de Félix, Gedson surgiu isolado mas foi derrubado por N´Dicka. Félix não tremeu no frente a frente com Trapp e começava a fazer história.

No minuto 40, Fejsa perdeu a bola de forma infantil e Rebic, com muita categoria, ofereceu a Luka Jovic a oportunidade de brilhar no regresso ao à Luz e fazer o seu oitavo golo na prova.

Mas o protagonismo do avançado sérvio durou pouco, roubado por um antigo companheiro seu no Seixal. Numa jogada já vista a nível interno, Félix fugiu à concorrência e com um remate colocado de fora da área, voltou a colocar o Benfica na frente.

Aos 50’, Grimaldo marcou um canto, Félix desviou ao primeiro poste e Rúben Dias fez o 3-1. Apenas três minutos depois, o defesa espanhol mostrou que é dos melhores a assistir no futebol português e ajudou Félix a inscrever o seu nome na história do futebol português: com um remate rasteiro, o “79” completou o hat-trick e, superando Eusébio, tornou-se no mais jovem português a fazer três golos nas competições europeias.

Com 4-1 e mais um jogador, o Benfica parecia ter a qualificação para as meias-finais praticamente no bolso, mas o Eintracht, mesmo com apenas dez jogadores, teve a aptidão para conseguir voltar a marcar dois golos no Estádio da Luz que podem fazer a diferença na próxima semana: aos 72’, apenas quatro minutos depois de entrar em campo, Gonçalo Paciência ganhou o duelo com Jardel e de cabeça fez o golo que retira tranquilidade ao Benfica para a viagem a Frankfurt, mas não evita a primeira derrota em 2019 da equipa de Adi Hütter.

Comments

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here