Início Liga Benfiquistas cantam: “E a Dolores é do Benfica”

Benfiquistas cantam: “E a Dolores é do Benfica”

0
0
COMPARTILHE

Marcel Keizer e Bruno Lage estreiam-se no que a dérbis diz respeito, mas ambos têm noção do que esta partida implica: o holandês “só pensa em ganhar” para recuperar a diferença pontual que os leões já levam em relação ao FC Porto; já o técnico português encara o jogo como uma final.

Gabriel desmarca Grimaldo, que volta a ter todo o espaço do mundo no corredor esquerdo e tira um cruzamento em balão para o interior da grande área. Seferovic e Félix tiveram tempo para trocar de posição e baralhar as marcações leoninas, algo que permitiu ao suíço cabecear à vontade, rasteiro e junto ao poste. Renan estava batido e Seferovic foi festejar à passagem dos 10′.

Corria o minuto 36 quando João Félix voltou a introduzir a bola na baliza, desta vez a contar. Seferovic encontra o jovem avançado no corredor central e, com um passe rasteiro entre Coaes e André Pinto, desmarca-o. À saída de Renan, atira de pé direito para o fundo das redes e duplica a vantagem das águias.

Os leões saem em contra ataque pela esquerda e a bola chega ao pés de Wendel. O brasileiro envia a bola para o flanco contrário, onde Bruno Fernandes aparecia completamente sozinho. O português não se fez rogado: na passada, e de primeira, o médio disparou de pé direito para o fundo da baliza de Vlachodimos. Aos 42′ o Sporting reduzia e o médio português batia o seu recorde de golos da época passada: este foi o 17.º de 2018/2019.

FUTEBOL – Adeptos do Benfica, durante o jogo SL Benfica x FC Porto , para 30 jornada da Liga NOS 2017/18, realizado no Estadio da Luz, em Lisboa. Domingo, 15 de Abril de 2018. (PAULO SANTOS/ASF)

Aos 46′ minutos, na sequência de um livre marcado por Pizzi a partir do lado direito do ataque benfiquista, Rúben Dias saltou entre os centrais leoninos e dilatou a vantagem encarnada. Estava feito o 3-1.

Lançado pelo corredor central, entre Bruno Gaspar e Coates, João Félix fintou Renan mas acabou por ser derrubado pelo guardião brasileiro. Artur Soares Dias apontou de imediato para a marca da grande penalidade e foi Pizzi quem assumiu a responsabilidade. O português rematou para o canto inferior direito de Renan e o guarda-redes adivinhou o lado… o problema é que não conseguiu parar o remate. Estava feito o quarto golo benfiquista.

A partir desta altura, a grande maioria dos adeptos do Sporting abandonaram as bancadas do Estádio José de Alvalade, antes do penalti apontado por Bas Dost (e expulsão de Vlachodimos), que fez o resultado final da partida.

No final do encontro, os adeptos do Benfica fizeram a festa com Dolores, mãe de Cristiano Ronaldo

Comments

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here