Início Liga As exigências do Moreirense para vender Chiquinho ao Benfica

As exigências do Moreirense para vender Chiquinho ao Benfica

0
0
COMPARTILHE

Apesar dos milhões do Krasnodar, o Moreirense prefere ganhar menos e receber jogadores. Com opção sobre o médio-ofensivo, do qual detém 50 por cento do passe, Vieira não quer investir muito e a cedência de atletas agrada aos cónegos, que desejam repetir casos de sucesso do camisola 22 e Alfa Semedo.

Decidido a resgatar Chiquinho ao Moreirense, o Benfica viu o Krasnodar chegar-se primeiro à frente, mas conta com a preferência do clube liderado por Vítor Magalhães em fechar negócio a nível interno.

Com a possibilidade de fazer um importante encaixe financeiro fruto da investida do segundo classificado do campeonato russo, os cónegos dão, contudo, primazia nesta fase ao Benfica, satisfazendo assim as pretensões de Luís Filipe Vieira, que apesar da vontade em fazer regressar o médio-ofensivo, de quem detém 50 por cento do passe, à Luz não quer fazer um elevado investimento na sua contratação apenas um ano depois de o ter cedido em definitivo ao Moreirense.

O líder benfiquista aponta para a inclusão de jogadores, algo que agrada à formação minhota, interessada em manter a porta aberta para mais acordos e que permita repetir os casos de Alfa Semedo e agora Chiquinho, contratado precisamente na sequência da transferência do atleta agora ao serviço do Espanhol, tal como Pedro Nuno.

Ou seja, o Moreirense quer voltar a ter jogadores para valorizar e vender, ganhando em termos desportivos e financeiros. E tem, sabe o nosso jornal, um sonho chamado Jota, algo bastante difícil de concretizar, uma vez que Bruno Lage confia no jovem avançado, seguido também por vários emblemas europeus, como Bayern ou Tottenham.

Os dois clubes já estabeleceram contactos, mas além de o Moreirense ter jogado ontem e de hoje ser a vez de o Benfica entrar em ação, com o Feirense, o facto de Vítor Magalhães estar fora do país também atrasou o processo.

Os encarnados já informaram os cónegos do interesse em recuperar o médio ofensivo de 23 anos depois da oferta de €9 milhões do Krasnodar, Rússia, para contratá-lo. O Benfica, como se sabe, tem 50 por cento do passe e direito de preferência. Como não está disposto a avançar com €4,5 milhões, o negócio, tudo indica, envolverá cedência por empréstimo e em definitivo de jogadores.

No âmbito da recompra de Alfa Semedo, que custou às águias €2,6 milhões (incluindo serviços de intermediação), no último verão, o Benfica emprestou ao Moreirense o avançado Heriberto, 22 anos, e cedeu a título definitivo o avançado Pedro Nuno, 24, e o médio Chiquinho, reservando 50 por cento, respetivamente, dos passes.

O interesse do Benfica em recuperar Chiquinho – contratado à Académica no verão e cedido ainda na pré-época depois de trabalhar com a equipa principal sob as ordens de Rui Vitória – implicará, da parte dos encarnados, novas cedências de passe. Desde logo, o Moreirense deverá ficar com mais 25 por cento dos direitos económicos de Pedro Nuno, num total de 75 por cento. Depois, Heriberto, 30 jogos e sete golos esta época nos cónegos, poderá continuar mais um ano emprestado ao Moreirense.

E, finalmente, os minhotos estão interessados no médio Pedro Rodrigues, Pêpê na arte do futebol, internacional sub-21, 78 presenças nas seleções jovens, emprestado esta temporada ao V. Guimarães, pelo qual esteve em campo 16 vezes. A mudança de Pêpê, a concretizar-se, será a título definitivo, reservando o Benfica, como aconteceu noutros casos, 50 por cento do passe do médio de 21 anos e ficando com opção de preferência para resgatá-lo.

Embora sem posições oficiais dos clubes, o treinador do Benfica, Bruno Lage, deu um claro sinal de que Chiquinho poderá integrar o plantel da próxima época. Na conferência de imprensa na véspera do jogo com o Feirense, o treinador de 42 anos foi convidado a avaliar o médio do Moreirense e a comentar a possibilidade de fazer parte do grupo a partir do verão.

Lage considerou Chiquinho «um bom jogador», admitindo discutir o assunto «mais à frente». O técnico esclareceu ainda que «haverá mais oportunidades» para falar de Chiquinho.

Comments

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here