Início Champions Saiba o que disse Rui Vitória no intervalo do AEK-Benfica

Saiba o que disse Rui Vitória no intervalo do AEK-Benfica

0
0
COMPARTILHE

Rui Vitória e a palestra ao intervalo após a expulsão de Rúben Dias. Rui Vitória ficou desagradado com a expulsão de Rúben Dias, que deveria ter tido “mais cuidado” quando já tinha um amarelo e acabou por ver o segundo a fechar a primeira parte, o que levou o AEK, em vantagem numérica, a reagir e a empatar momentaneamente. À TVI24, o técnico do Benfica destacou ainda a “determinação” da sua equipa na busca pelo triunfo (3-2) em Atenas quando este já não parecia possível.

Palavras após a expulsão – “Disse que não havia nada a fazer, no sentido de que já tínhamos um jogador a menos, e que depois analisaríamos o que tinha acontecido, que tínhamos de jogar com determinação e consistência. Ter também uma equipa que tentasse chegar à frente e minimizar a diferença numérica”. “Disse no balneário aos jogadores que não havia nada a fazer, tínhamos um a menos e que analisaremos o porquê de isto ter acontecido, mas que teríamos de jogar com determinação na 2.ª parte, sendo uma equipa que tentasse chegar à frente. Entrámos bem na partida, com início muito bom, com oportunidades e controlo. Esse lance dita um desequilíbrio que não queríamos. O AEK entrou muito forte na segunda parte e tivemos dificuldades. A entrada do Alfa acertou a marcação no centro e vencemos, um triunfo da determinação, pois não estava fácil. São três pontos muito saborosos.

Análise do jogo – “Tivemos um início de jogo muito bom, depois o lance [da expulsão] acaba por ditar o desequilíbrio que não queríamos. O AEK entrou muito forte na segunda parte, tivemos dificuldades e acertámos com a entrada do Alfa Semedo. Uma vitória da determinação e do trabalho que os meus jogadores tiveram”.

Saída de Salvio – “Era fundamental acertar a zona central da defesa e ter jogadores que basculassem a linha de quatro no meio-campo. Fosse o Salvio ou outro jogador, o mais importante era equilibrar depois de ficarmos a jogar com menos um. Esse controlo pode fazer toda a diferença. Felizmente marcámos e ganhámos o jogo”.

Problemas no centro da defesa – “Ainda falta algum tempo, vamos com calma, não vale a pena falar por antecipação. Logo veremos quem estará disponível. Vamos arranjar soluções, seguramente. Não vou tornar a análise pública, isso é para tratarmos internamente. Uma expulsão num jogo de Champions acaba por ser complicado. Teve influência no desenrolar da segunda parte. Se vamos para o intervalo com 11 contra 11, na segunda parte iríamos fazer mais golos. Com um jogador a menos foi diferente. Teve influência no resultado, mas a análise é para tratarmos internamente”.

Foi uma vitória sofrida do Benfica sobre o AEK, por 3-2, com golos de Seferovic, Grimaldo e Alfa Semedo, que saltou do banco para decidir o encontro. Os encarnados quebram, assim, o enguiço da Champions e voltam a vencer depois de oito jogos consecutivos a perder na prova. Os golos dos encarnados foram apontados por Haris Seferovic (6′), Alex Grimaldo e Alfa Semedo (75′), para os gregos marcou Klonaridis por duas vezes (53′ e 63′). O Benfica é terceiro do grupo com 3 pontos e o AEK tem zero pontos, num grupo liderado pelo Ajax e pelo Bayern de Munique com 4 pontos.

Comments

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here