Início Liga Jorge Jesus acusado de subornar guarda-redes

Jorge Jesus acusado de subornar guarda-redes

0
0
COMPARTILHE

Em resposta à polémica sobre alegado aliciamento a jogadores do Marítimo, antes do encontro com o Benfica da penúltima jornada da época 2015/16, o empresário César Boaventura fez uma revelação bombástica.

«Estive com Salin [na altura guarda-redes do Marítimo, agora no Sporting] antes desse jogo porque tinha propostas da Turquia para lhe apresentar. Estávamos a jantar quando recebeu um telefonema. Depois de desligar, disse-me que era Jorge Jesus a oferecer-lhe 150 mil euros para não sofrer golos contra o Benfica», disse, em declarações à CMTV via telefone.
Um dos jogadores do Marítimo ouvidos pela SIC na sequência de um suposto aliciamento do Benfica, confirmou que o clube madeirense recebeu um incentivo por parte do Sporting.

«O Sporting deu-nos um incentivo para tirar pontos ao Benfica. Bastava perder ou ganhar e davam-nos 400 mil euros para o plantel, cerca de 13 mil para cada jogador. Era muito bom, para jogadores que têm salários em atraso e passam por dificuldades económicas. Ficámos contentes», disse um dos jogadores, que aparece de cara tapada e voz distorcida.

Recorde-se que o Ministério Público e a Polícia Judiciária estão a investigar o jogo entre o Marítimo e o Benfica referente à 32.ª jornada. Na altura os encarnados estavam no topo da tabela, com uma diferença de dois pontos do Sporting. Em caso de empate, ou de derrota, os leões ultrapassavam os encarnados e assumiam a liderança do campeonato.
Na sequência do caso de aliciamento de atletas do Marítimo por parte do Benfica, a SIC chegou à fala com jogadores da equipa madeirense que alegadamente foram abordados por empresários ligados aos encarnados, nomeadamente César Boaventura.

Por intermédio de uma reconstituição e um depoimento com voz distorcida e cara tapada, a estação televisiva fez saber que terão sido oferecidos 40 mil euros a um dos jogadores.

«Estamos aqui pelo Benfica e vamos oferecer dinheiro para não perder o jogo. Para não rematares, para não jogares como o habitual, e em troca damos 40 mil euros», terá dito um dos empresários ao atleta em causa. Num outro testemunho, um jogador diz que César Boaventura lhe ofereceu um contrato com as águias no caso de o jogo «correr bem ao Benfica».

Recorde-se que o jogo em questão refere-se a uma vitória do Benfica sobre o Marítimo (2-0), na 33.ª jornada da temporada 2015/16, e estará a ser investigado pela Polícia Judiciária e Ministério Público.

Comments

comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here