SHARE

A notícia atingiu como uma bomba o meio futebolístico mundial, na semana passada. O ex-jogador do Benfica, Freddy Adu, teria se tornado um organizador de festas e eventos, nos Estados Unidos, tendo abandonado o futebol. Mas tudo não passou de uma grande brincadeira de amigos e chegou a irritar o jogador.

Maior promessa do futebol norte americano, o atleta era como uma chave do euromilhões, uma fonte de dinheiro incomensurável para seus agentes, no começo do milênio. Chegou a ser considerado um “Novo Pelé”. Com apenas 13 anos, ele tinha um valor de revenda orçado em dezenas de milhões de dólares. Mas tudo não passou de ilusão.

O jovem, de origem ganense, assinou um contrato milionário com a Nike antes mesmo de se tornar profissional. Foi contratado pelo DC United aos 14 anos, logo depois veio ao Benfica, mas nunca conseguiu se firmar como jogador profissional.

Já esteve em diversos times, nos Estados Unidos, na Europa e até no clube brasileiro Bahia, de onde surgiu Talisca. Chegaram até a jogar juntos, em poucas oportunidades, mas ao final do seu contrato foi dispensado, mais uma vez. Este ano, ele tentou a sorte mais uma vez na Europa, aventurou-se na segunda divisão do futebol inglês, todavia não deu certo mais uma vez.

A brincadeira com Adu consistiu em divulgar uma foto, onde ele aparece cheio de papéis nas mãos, divulgando uma festa em Washington. Espalhou-se o boato de que ele havia abandonado a carreira em prol da nova profissão. O fato foi negado com veemência pelo jogador, até com certa irritação.

Mas seu futuro como profissional da bola continua incerto, sem novas perspectivas. Comenta-se que seria apenas uma questão de tempo, o fim de sua carreira, para tristeza daqueles fãs que o admiraram e torceram por seu sucesso.

Comments

comments

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY